Conjuntos de dados da tese de doutorado

Os dados dos experimentos dos Capítulos 2, 3 e 4 da minha tese “Novos ataques de canal secundário a dispositivos de entrada manual de dados confidenciais” podem ser baixados. Os formatos dos mesmos variam de acordo com o experimento, sendo descritos a seguir. Os diretórios dos experimentos possuem a numeração dos capítulos e seções da tese:

Capítulo 2 – Ataque TDOA

Os dados dos os experimentos do Capítulo 2 (clique aqui para baixar ~9,48Mb) seguem a estrutura:

Cap2

Os subdiretórios numerados correspondem à tecla pressionada. Cada arquivo .mat (MATLAB) corresponde a um pressionamento e possui 4 vetores: um com os valores dos instantes de amostragem e outros 3 com os valores das acelerações dos 3 sensores (z1, z2 e z3). Para esse experimento, apenas um usuário gerou os dados.

O acesso aos vetores dos sinais de cada pressionamento é feito do seguinte modo:

load(‘0-2014-03-02 21-11-56.mat’);
sinal_acelerometro_1 = z1;
sinal_acelerometro_2 = z2;
sinal_acelerometro_3 = z3;

Capítulo 3 – Ataque DAA

O Capítulo 3 (clique aqui para baixar ~62,87Mb) possui 3 experimentos (iPP320A, iPP320B e Gertec PPC910) com 2 usuários cada (Usuário 1 e Usuário 2):

Cap3

A estrutura dos conjuntos de dados para os experimentos deste capítulo é distinta da estrutura do experimento anterior, como pode-se observar abaixo. Neste caso, cada arquivo .mat possui células com todos os pressionamentos de cada tecla, em uma quantidade que pode variar de tecla para tecla.

DAAsegs

O acesso aos vetores dos sinais de cada pressionamento é feito do seguinte modo:

load(‘M0.mat’);

num_pressionamentos = size(dados,2);
data = dados{i}; % ‘i’ = 1..num_pressionamentos
sinal_microfone_1 = data.u;
sinal_microfone_2 = data.y;
delta_t = data.Ts;

Capítulo 4 – Ataque utilizando células de carga

O Capítulo 4 (clique aqui para baixar ~10,64Mb) possui 2 experimentos (Mesa sensora I e II) com 2 usuários cada (Usuário 1 e Usuário 2). Cada arquivo ‘.mat’ do experimento ‘Mesa sensora I’ possui 5 vetores, sendo um com o tempo de amostragem (‘tt’) e 4 para as tensões de cada célula de carga (‘z1’, ‘z2′,’ z3′ e ‘z4’). Neste caso, os pressionamentos não estão segmentados, ou seja, cada arquivo ‘.mat’ possui vários pressionamentos

.Cap4.4

O acesso aos vetores dos sinais dos pressionamentos é feito do seguinte modo:

load(‘0_2015-01-11 15-05-43.mat’);
sinal_celula_1 = z1;
sinal_celula_2 = z2;
sinal_celula_3 = z3;
sinal_celula_4 = z4;

A estrutura dos dados do experimento ‘Mesa sensora II’ é distinta do experimento da ‘Mesa sensora I’, devido ao sistema de aquisição utilizado. Aqui, os pressionamentos de uma mesma tecla estão todos em um arquivo .txt, que deve ser importado utilizando-se o script fornecido importaEVM(‘caminho e nome do arquivo’).

Cap4.5

O acesso aos vetores dos sinais deste experimento é realizado do seguinte modo. Por exemplo para a tecla ‘0’ do ‘Usuário 1’:

data = importaEVM(‘./Pinpad iPP320 – Usuario 1/0.txt’);

sinal_celula_1 = data.dataSamples(:,1);
sinal_celula_2 = data.dataSamples(:,2);
sinal_celula_3 = data.dataSamples(:,3);
sinal_celula_4 = data.dataSamples(:,4);